WI-MAX - Você conhece?

Ir em baixo

WI-MAX - Você conhece?

Mensagem  Anderson-MS-DF em Ter Jul 29, 2008 3:59 pm

Salve Pessoal,

Tava navegando quando bati o olho nessa explicação detalhado desse padrão de rede sem fio WI MAX. Acho interessante para aqueles que trabalham com rede, ou possuem interesse por assuntos do genero. lol!


O padrão IEEE 802.16, completo em outubro de 2001 e publicado em 8 de abril de 2002, especifica uma interface sem fio para redes metropolitanas (WMAN). Foi atribuído a este padrão, o nome WiMAX (Worldwide Interoperability for Microwave Access/Interoperabilidade Mundial para Acesso de Micro-ondas). O termo WiMAX foi cunhado por um grupo de indústrias conhecido como WiMAX Forum cujo objetivo é promover a compatibilidade e inter-operabilidade entre equipamentos baseados no padrão IEEE 802.16. Este padrão é similar ao padrão Wi-Fi (IEEE 802.11), que já é bastante difundido, porém agrega conhecimentos e recursos mais recentes, visando um melhor desempenho de comunicação.

O padrão WiMAX tem como objetivo estabelecer a parte final da infra-estrutura de conexão de banda larga (last mile) oferecendo conectividade para uso doméstico, empresarial e em hotspots.

Funcionamento

As redes WiMAX funcionam de maneira semelhante à das redes Bluetooth. As transmissões de dados podem chegar aos 1Gbps a uma distância de até 50Km (radial),com estudos científicos para se chegar a 10Gbps. O funcionamento é parecido com o do Bluetooth e o Wi-Fi (no ponto de vista de ser transmissão e recepção de ondas de rádio), usado para comunicação entre pequenos dispositivos de uso pessoal, como PDAs, telefones celulares (telemóveis) de nova geração, computadores portáteis, mas também é utilizado para a comunicação de periféricos, como impressoras, scanners, etc. O WiMAX opera na faixa ISM (Industrial, Scientific, Medical) centrada em 2,45 GHz, que era formalmente reservada para alguns grupos de usuários profissionais. Nos Estados Unidos, a faixa ISM varia de 2400 a 2483,5 MHz. Na maioria da Europa, a mesma banda também está disponível. No Japão, a faixa varia de 2400 a 2500 MHz.

Prós

* Diminui custos de infra-estrutura de banda larga para conexão com o usuário final (last mile);
* Deverá ter uma aceitação grande por usuários, seguindo a tecnologia Wi-Fi (IEEE 802.11) e diminuindo ainda mais os custos da tecnologia;
* Possibilitará, segundo a especificação, altas taxas de transmissão de dados;
* Possibilitará a criação de uma rede de cobertura de conexão de Internet similar à de cobertura celular, permitindo acesso à Internet mesmo em movimento;
* Existe amplo suporte do desenvolvimento e aprimoramento desta tecnologia por parte da indústria.

Contras

* Nos testes atualmente realizados mostrou-se como grande frustração quanto à taxa de transmissão;
* Apesar das muitas iniciativas e pesquisas, essa tecnologia ainda tem um período de maturação a ser atingido;
* Pode, em alguns paises, haver sobreposição de utilização de freqüência com algum serviço já existente;
* Em alguns países a tecnologia já foi inviabilizada devido a uma política específica para proteção do investimento de capital (CAPEX), já realizado com licenças da tecnologia de telefonia móvel UMTS.
* Nas faixas de frequência mais altas existem limitações quanto a interferências pela chuva, causando diminuição de taxas de transferências e dos raios de cobertura.

Crescimento econômico

O benefício crucial do padrão WiMAX é a oferta de conexão internet banda larga em regiões onde não existe infra-estrutura de cabelagem telefónica ou de TV por Cabo, que sem a menor dúvida são muito mais custosos. Este benefício econômico do padrão sem fio para redes MAN proporciona a difusão dos serviços de banda larga em países em desenvolvimento, influenciando diretamente na melhoria das telecomunicações do país e conseqüentemente no seu desenvolvimento.

Segundo o relatório do CPqD, Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações, do ano de 2006, sobre o Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre, um dos requisitos para a implantação do SBTVD é a criação de um sistema WiMAX para todo o Território brasileiro. Segundo os dados deste relatório, para se estabelecer uma cobertura nacional (rural e urbana) são necessárias 2511 estações WiMAX (compostas de equipamentos de rádio, torre e antena) com um investimento total de apenas R$ 350 milhões de reais.

Testes

Um experimento da rede WiMAX feito em 2005 por uma grande operadora de telefonia celular dos Estados Unidos teve um resultado pouco animador. Foram relatados problemas para atingir os níveis esperados de transferência de dados, chegando apenas a um pequeno percentual dos níveis laboratoriais alcançados. Isso indica a falta de maturação da tecnologia.[carece de fontes?]

No Brasil, outro local no qual foi instalado este tipo de tecnologia é Mangaratiba, RJ. [1]

A Intel executou em Minas Gerais, nas cidades de Belo Horizonte e Ouro Preto, vários testes muitos satisfatórios, sendo que em Ouro Preto o teste foi considerado como "Prova de Fogo", devido ao relevo montanhoso da cidade. Uma das experiências feitas foi a instalação de uma antena WiMAX em uma Kombi com três computadores. A Kombi ficou estacionada na Praça Tiradentes, praça principal da cidade, e várias pessoas do local entraram na Kombi e acessaram a Internet, e foi um sucesso, pois a BSU estava instalada na Universidade, e a Praça não possui vista para ela. Esses testes foram realizadas com equipamentos com frequência de 3,5GHz, considerados pré-Wimax, por terem OFDM com 254 portadoras. Atualmente, os equipamentos em Ouro Preto operariam na frequência de 5,8GHz e com somente 32 portadoras, sem a possibilidade de reflexão. Porém, estes estão desligados há quase 1 ano por falta de assistência dos executores do projeto. Está previsto que, no início do segundo semestre de 2007, Belo Horizonte estará toda interconectada pela nova tecnologia.

Wimax no Brasil

Em parceria com universidades, instituições e governos, a Intel liderou testes de WiMAX no Brasil, desde 2004, nas cidades de Brasília (DF), Ouro Preto (MG), Mangaratiba (RJ), Parintins(AM) e, mais recentemente, Belo Horizonte (MG). Até o final deste ano, a empresa promete começar a testar em São Paulo. Brasil Telecom, Vivo, Telefônica e várias outras empresas já anunciaram, publicamente, planos de implementação do WiMAX no Brasil. Podemos esperar que o mais breve possível vamos estar utilizando internet como se usa o celular hoje, a tendência é melhorar ainda mais essa tecnologia. Sera implantada na Bahia apartir de maio 2008 pela Embratel com acesso bandalarga para empresas.

Bibliografia

1 - Wireless Internet Opportunity for Developing Countries, The Publicado por: United Nations Publications ISBN: 0974760706

2 - Seeing What's Next Autores: Clayton M Christensen, Scott D Anthony, Erik A Roth Publicado por: Harvard Business School Press ISBN: 1591391857

3 - Wireless Hacks Autor: Rob Flickenger Publicado por: O'Reilly ISBN: 0596005598

Referências

1. ↑ Reportagem em http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI676163-EI4802,00.html
avatar
Anderson-MS-DF
ADMINISTRADOR
ADMINISTRADOR

Número de Mensagens : 35
Idade : 33
Data de inscrição : 08/01/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

WIMAX

Mensagem  GABRIEL-MS-DF em Qua Jul 30, 2008 8:43 am

Pra quem quer aprender um pouco mais sobre o WiMax, no site Next Generation (esse eh um site de cursos on-line (di gratis, pra quem nao conhece, eh uma boa)), no curso de Redes da Proxima Geracao, tem um material muito bom sobre WiMax.
lol!
avatar
GABRIEL-MS-DF
Rank: REGULAR
Rank: REGULAR

Número de Mensagens : 100
Idade : 35
Localização : Brasília/DF
Data de inscrição : 21/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum